Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Teses e Dissertaçãoes’ Category

Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação.

Curso de Museologia: Bacharelado.

 

Autor: Ramos, Jeanice Dias

Orientador: Marlise Maria Giovanaz

 

Resumo

 O presente trabalho trata sobre a vida de três griôs que vivem em Porto Alegre. Griôs são aqueles cidadãos que tem o conhecimento sobre a comunidade. Estes três griôs prestaram depoimento que foi gravado. Contaram sobre suas vidas, relacionamentos, relação de trabalho, envolvimento com a comunidade afrodescendente. São alguns dos recortes registrados em DVD que disponibilizamos para o meio acadêmico, como forma de dar mais visibilidade aos não incluídos.

 

Acesse o trabalho completo pelo LUME

Anúncios

Read Full Post »

Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação.

Curso de Museologia: Bacharelado.

Autor: Ana Celina Figueira da Silva

Orientador: Zita Rosane Possamai

Resumo

Trabalho de Conclusão de Curso que busca identificar a atuação do Museu Julio de Castilhos, entre os anos 1903 a 1925, na consagração da memória de Julio de Castilhos, líder republicano rio-grandense. Apresenta a trajetória da criação dos museus nacionais na Europa e a criação dos museus no Brasil no século XIX. Aponta a criação do Museu Julio de Castilhos e o perfil que o caracterizou durante a administração de seu primeiro diretor, Rodolfo Simch, como integrado ao movimento da Era Brasileira dos Museus comparando sua atuação com a do Museu Nacional, Museu Paulista e Museu Paraense Emílio Goeldi. Ressalta a função evocativa e consagradora de personalidades desempenhada pelos Museus Históricos. Identifica através da análise de relatórios e correspondências oficias do Museu Julio de Castilhos atitudes de homenagens póstumas a Julio de Castilhos por parte da direção do Museu e do governo do Estado do Rio Grande do Sul. Analisa o processo inicial da formação de uma coleção de objetos de Julio de Castilhos junto à Seção histórica do Museu logo após sua morte. Analisa o processo de aquisição da ex-residência de Julio de Castilhos e a transferência do Museu do Estado para esse prédio. Indica que essas duas atitudes somadas à alteração do nome do Museu para Museu Julio de Castilhos atuam na construção do mito do grande líder republicano e patriarca rio-grandense.

Acesse o trabalho completo no LUME

Read Full Post »

Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação.

Curso de Museologia: Bacharelado.

Autor: Valesca Henzel Santini

Orientador: Lizete Dias de Oliveira

Resumo

Este trabalho analisa a expografia da Charqueada São João, uma instituição que conserva e expõe um amplo acervo familiar de objetos domésticos. Construída no século XIX e aberta ao público desde 2000, a casa atualmente faz parte do roteiro turístico da região e recebe os mais diversos públicos, como turistas e estudantes, interessados em conhecer sua história. O objetivo do trabalho é compreender o discurso museográfico, além de identificar possíveis critérios de seleção dos objetos, para sugerir melhorias nas práticas expográficas da instituição, com vistas à adequálas aos conceitos da museologia. Através das referências teóricas de Jean Baudrillard, e procedimentos metodológicos propostos a partir da Teoria dos Objetos, de Abraham Moles, este estudo revela a existência de uma diacronia no discurso museográfico da instituição, que expõe objetos de diversas temporalidades em um mesmo contexto.

Acesse o trabalho completo no LUME

Read Full Post »

Dissertação
Universidade Federal de Santa Maria
Programa de Pós-Graduação em Patrimônio Cultural


Autor: Liriana Zanon Stefanello
Orientador:  Padoin, Maria Medianeira
Nível:  Mestrado Profissionalizante


RESUMO


Ao longo dos tempos e da história, observamos a transformação de muitas concepções e da própria sociedade. Isso é percebido, por exemplo, nas compreensões de patrimônio cultural, de história e de museu. Nesse sentido, esse estudo apresenta os fundamentos históricos da importância da instituição museológica enquanto um referencial de memória, de história e dessa forma de identidade de uma comunidade. Comunidade identificada, nesse estudo, como sendo a Quarta Colônia Imperial de Imigração Italiana do Rio Grande do Sul e, especificamente, do Município de Nova Palma. Assim, a partir da perspectiva que os descendentes de imigrantes italianos elegem como traços culturais que os identificam com seus antepassados e com a Itália, os elementos da cultura material e imaterial tornam-se um patrimônio cultural que poderá ser encontrado na instituição museológica, local de sua materialização. Partindo disso, uma das formas de preservação do patrimônio mencionado é o museu, compreendido como um local de memória que interage e representa a comunidade a qual pertence. Por isso, para que essa comunidade se sensibilize e entenda seu papel social de lutar pela preservação do patrimônio cultural é fundamental uma exposição. Dessa forma, este trabalho de dissertação de mestrado, pretende, por meio de dois capítulos, com base em fontes bibliográficas, documentais e iconográficas, tratar das questões referentes às concepções de patrimônio cultural, história, memória e identidade, bem como sintetizar o processo histórico do município de Nova Palma, ressaltando a importância do Centro de Pesquisas Genealógicas (CPG) como uma instituição que possibilita e incentiva a preservação da memória e da história desse município. A partir disso, apresentamos uma proposta de criação do museu histórico municipal e de uma sensibilização da comunidade local, por meio da exposição, para integrar a luta pela concretização desta instituição.

Para acessar o documento completo CLIQUE AQUI

 

Read Full Post »

Autor:  Eduardo Luís Bueno da Silva
Orientador:   Martha Eddy Krummenauer Kling Bonotto
Co-Orientador: Lizete Dias de Oliveira
Nível:  Graduação

RESUMO

A fotografia é uma linguagem que não conhece barreiras linguísticas e oferece diversas possibilidades de leitura; tem se ampliado sua importância como fonte de informação ilustrativa da história, costumes e descobertas do mundo. Como todos os tipos de documentos, as fotografias se degradam naturalmente através da acidificação e ressecamento do suporte e da emulsão onde fica gravada a imagem. A forma como são acondicionadas influi diretamente na conservação dos documentos, podendo preservá-los por muitas décadas ou condená-los a somente alguns anos. A estrutura e o processo de elaboração da fotografia tem se alterado muito no decorrer de sua história, fazendo com que esses diferentes tipos de fotografias exijam também maneiras distintas de tratamento quanto à sua preservação. Da mesma forma, a organização, a catalogação e o manuseio estão diretamente relacionados com a preservação, pois definirão a frequência e a forma com que as fotografias serão manipuladas. A sua preservação, independente do suporte, exige cuidados específicos para garantir uma grande durabilidade do suporte e da informação da fotografia. Este estudo é uma análise qualitativa das formas de preservação de quatro tipos diferentes de acervos fotográficos (familiar, jornalístico, comercial e histórico), que visa identificar a forma como cada instituição atua na preservação de seus documentos fotográficos. Descobriu-se que os acervos fotográficos não são, de forma geral, tratados de forma plenamente adequada e que a diferença de escopos entre as instituições pouco influencia nas peculiaridades de cada coleção fotográfica; mas sim a consciência dos responsáveis por cada acervo, da necessidade de se preservar os documentos para manter pelo maior tempo possível a informação das fotografias, auxiliando na manutenção da história.

Para Acessar o documento completo CLIQUE AQUI

Read Full Post »

Autor: ANDRÉ LAPOLLI.

Orientador: CÉLIA FERRAZ DE SOUZA

Data: 2006

Instituição: UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL – PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL

Resumo

 O tema desta dissertação centra-se nos processos de destruição das características de uma área de patrimônio cultural urbano – no caso a Vila do IAPI, tradicional conjunto habitacional da cidade de Porto Alegre, construído entre os anos de 1942 e 1954 – e nos mecanismos capazes de promover as suas preservação, restauração e reabilitação. Ao afirmar a importância da Vila do IAPI como um “lugar da memória” e “identidade”, o presente estudo tem por objetivo contribuir para a indispensável discussão de como se devem tratar as áreas de patrimônio cultural urbano degradas para que elas recuperem a sua urbanidade perdida, alertando o Poder Público e a sociedade para a situação que se encontra o que restou de nosso patrimônio, essencial para a manutenção da memória e do sentimento de identidade cultural de uma determinada região.

Para acessar a dissertação completa CLIQUE AQUI

Read Full Post »

Autor: Zita Rosane Possamai

Orientador: Pesavento, Sandra Jatahy

Data: 2005

Nível: Doutorado

Instituição: Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.

 

Resumo

 

Esta investigação procurou problematizar a relação fotografia e cidade, a partir da análise e da interpretação das imagens fotográficas de Porto Alegre veiculadas através dos álbuns editados nas décadas de 1920 e 1930. A partir de metodologia de análisequantitativa e qualitativa, tentou-se verificar a construção de uma visualidade de cidade calcado num imaginário de modernidade urbana. Por um lado, percorreu-se as páginas dos álbuns, tal flâneur percorre as ruas da cidade, buscando a tessitura de uma narrativa orientada pela disposição das imagens e pela relação entre as mesmas no interior de cada conjunto. Para cada um dos três álbuns, nessa direção, foi identificada uma narrativa, denominada olhar dirigido, olhar detido e olhar passageiro. Por outro lado, buscou-se identificar padrões de recorrência temática e formal na totalidade da amostra estudada, partindo-se do pressuposto de que o viés quantitativo permitiria visualizar a formação de sub-conjuntos orientados pela escolha dos motivos fotografados e pela escolha dos atributos estéticos e técnicos ao fotografá-los. As imagens fotográficas, assim, foram interpretadas a partir da relação entre visibilidade e invisibilidade, na qual elementos dissonantes do imaginário em voga são excluídos da cena fotografada, ao passo que outros elementos são valorizados como forma de enaltecer a visualidade propugnada. Por meio da seleção de determinadas imagens e da reunião das mesmas em uma coleção, os álbuns fotográficos, os produtores visuais deram a ver e fizeram ver uma Porto Alegre de feição moderna. Dessa forma, contribuíram para a construção e a veiculação de um imaginário de modernidade urbana, ao mesmo tempo em que contribuíram para enaltecer a memória de uma cidade moderna e propagar o esquecimento de uma cidade de traços coloniais que ainda se mantinham no espaço urbano.

Para acessar a tese c0mpleta com os anexos CLIQUE AQUI (zipado)

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »