Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Arte Budista’

Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação.

Curso de Museologia: Bacharelado.

 

Autor: Luciana Oliveira de Brito

Orientador: Lizete Dias de Oliveira

 

Resumo

 

O trabalho demonstra que o conceito de patrimônio é culturalmente construído e historicamente determinado, alterando-se conforme as mudanças dos contextos onde está inserido. Apresenta a trajetória do conceito de patrimônio através do estudo das Cartas Patrimoniais da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) e do ICOMOS (Conselho Internacional de Monumentos e Sítios), documentos de referência para a definição de políticas de preservação e elaboração de leis de proteção do patrimônio. Estabelece uma comparação entre as concepções de patrimônio segundo as visões ocidental e oriental: uma que prioriza principalmente a preservação dos bens materiais e outra que busca preservar o “saber fazer”, respectivamente. Traça um paralelo entre o conceito de “trabalho de luto” das práticas de preservação e o conceito budista de impermanência ou transitoriedade de todos os fenômenos. Apresenta o conceito de arte ocidental para uma melhor compreensão da chamada “arte budista”, uma prática de devoção que é ressignificada quando apropriada pelos museus de arte do Ocidente. Verifica as diferenças entre as concepções de patrimônio e de preservação de acordo com as visões ocidental e oriental, a partir do estudo da arte budista presente nos acervos dos museus de arte ocidentais. Estuda como algumas instituições museológicas se apropriam de objetos das tradições religiosas budistas dentro de um conceito ocidental de arte, submetendo-os a práticas de preservação baseadas na permanência material e na autenticidade. Conclui que as estratégias ocidentais precisam ser repensadas na medida em que, priorizando a materialidade e a autenticidade, nos apegamos a algo que por natureza é impermanente. Assim, recursos de todos os tipos são investidos para manter algo que não pode escapar a irreversibilidade do tempo.

Acesse o trabalho completo pelo LUME

Anúncios

Read Full Post »