Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘turismo cultural’

Marta Suplicy lançou na manhã de hoje o programa em parceria inédita entre o Ministério da Cultura e os Ministérios da Educação e das Relações Exteriores. (Foto de Elisabete Alves)

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, lançou, nesta quinta-feira (31/7), dois editais públicos do programa Conexão Cultura Brasil voltados para internacionalização cultural do país. A meta é ampliar a presença de artistas e empreendedores brasileiros no mundo em atividades de formação (cursos e estágios), em instituições culturais renomadas internacionalmente e eventos de cultura e negócios. Os editais foram publicados na edição de hoje do Diário Oficial da União (DOU). Para a ministra, os dois programas contribuirão na qualificação de profissionais nas artes e no empreendedorismo cultural. “No mundo moderno, as pessoas não querem só fazer advocacia e medicina. A economia criativa é o forte do século XXI. É uma excelente oportunidade para eles terem uma experiência”.
Um dos editais, o Conexão Cultura Brasil Intercâmbios, abre a oportunidade para cerca 400 pessoas fazerem cursos no Brasil e no exterior no período entre novembro de 2014 e março de 2015 nas seguintes áreas: música, artes cênicas, circo, artes visuais, cinema, animação, games, programação de softwares e aplicativos móveis, literatura, TV, rádio, mercado editorial, moda, design, arquitetura, publicidade, gastronomia, gestão cultural, indústria de espetáculos, produção de eventos culturais, produção audiovisual, operação de equipamentos audiovisuais, roteiro, sonoplastia, figurino, cenotecnia, iluminação, luthieria, edição gráfica e visual, restauração, artesanato, cultura popular e patrimônio, museu e memória e turismo cultural. O edital também permite a participação em eventos e atividades promovidas por instituições brasileiras ou estrangeiras.
O programa é uma parceria inédita entre o Ministério da Cultura e os Ministérios da Educação e das Relações Exteriores.
Para participar, o interessado deve entrar em contato com a instituição de ensino e ser pré-aprovado por ela.  As instituições que já manifestaram interesse em receber os brasileiros são o Instituto Europeu de Design, a Federculture da Itália, a Universidade de Bolonha, o British Council, a Royal Shakespeare Company, o Barbican Centre, o SouthBank Centre, o The Globe Theatre, a BBC Scottish Symphony, o Science Museum e o Festival de Edimburgo.
O próximo passo é encaminhar ao Ministério da Cultura o documento da instituição estrangeira (carta-convite). Uma comissão com integrantes do ministério e de entidades vinculadas irá selecionar os agraciados pelo edital. As inscrições para os dois editais serão feitas no SALICWEB.
As dúvidas dos interessados poderão ser esclarecidas pelo email culturabrasilintercambios@cultura.gov.br eculturabrasilnegocios@cultura.gov.br.
A contrapartida dos selecionados é, ao voltar para o Brasil, multiplicar o conhecimento adquirido, ou seja, apresentar o que foi desenvolvido no exterior, um espetáculo teatral ou uma oficina de cenografia, por exemplo.
O ministério irá financiar as passagens, as diárias dos brasileiros e os deslocamentos. O edital pode ser acessado no endereço do DOU.
O segundo edital, Conexão Cultura Negócios, conta com o orçamento de R$ 400 mil em sua primeira fase e objetiva levar delegações de até 60 empreendedores para participar de três eventos de negócios culturais de grande relevância internacional. “Há o reconhecimento deste ministério de que a Cultura gera negócios. A economia criativa é um eixo poderoso para o desenvolvimento econômico, por isso, o apoio à ida de delegações de produtores e empreendedores culturais para grandes eventos de negócios e aos cursos na área cultural”, avaliou o secretário de Economia Criativa do Ministério da Cultura, Marcos André Carvalho.
Os eventos são o Festival de Música Womex 2014, em Santiago de Compostela, na Espanha (de 22 a 26 de outubro); o Festival Internacional de Artes Cênicas Santiago a Mil, no Chile (de 3 a 18 de janeiro de 2015) e a Feira de Arte Contemporânea ARCO Madrid (25 de fevereiro a 1º de março de 2015). O texto integral do edital pode ser acessado no endereço no DOU.
Anúncios

Read Full Post »

Visando promover o turismo cultural no Rio Grande do Sul, iniciamos a primeira parte sobre o Conhecendo os Museus RS com o Museu Julio de Castilhos. O Blog buscou a iniciativa de divulgar e promover os acervos e instituições museológicas do Estado, tendo como característica básica, fornecer um Raio X das instituições para os turistas que os visitam.

Museu Julio de Castilhos

DSC00721

Localizado em ponto estratégico de Porto Alegre, próximo à praça dos três poderes (Praça da Matriz) é o mais antigo Museu do Estado, criado em 1903 e instalado no casarão em 1905. Conta com um valiosíssimo acervo histórico, artístico e cultural, com peças, armas, indumentária, utensílios e documentos ligados à história e formação do estado gaúcho.

O Museu Julio de Castilhos (MJC) foi criado pelo decreto-lei no 589, de 30 de janeiro de 1903, pelo Presidente do Estado, Antônio Augusto Borges de Medeiros, denominado “Museu do Estado”. Em 1907, passou a chamar-se “Museu Julio de Castilhos”, em homenagem a esse ex-presidente do Rio Grande do Sul, falecido em 1903.

O prédio número 1231 foi construído em 1887, pelo Coronel Engenheiro Augusto Santos Roxo. Apresenta linguagem historicista com elementos neoclássicos, com fachada revestida em pedra grês lavrada. Em 1898, o prédio foi adquirido pela Comissão Executiva do Partido Republicano Rio-Grandense e doado ao Dr. Julio Prates de Castilhos que nele residiu até sua morte em 1903. Em 1905, a residência foi adquirida dos herdeiros pelo Governo estadual para nele instalar o Museu do Estado.

DSC00723

A aquisição da casa de número 1205 permitiu a ampliação dos espaços expositivos do Museu. O prédio original foi construído em 1893; porém, em 1916, foi demolido, dando lugar à nova residência de Sebastião Velho, em linguagem historicista com elementos ecléticos. Essa residência foi desapropriada pelo Governo do Estado através do decreto n° 2413, de 10 de outubro de 1975.

DSC00722

Destacam-se os acervos da Cultura Indígena, Missões Jesuíticas, Revolução Farroupilha, período escravocrata os primeiros anos da República Rio-Grandense. No pátio, encontram-se alguns canhões usados durante a Revolução Farroupilha.

O Museu também apresenta exposições temporárias e promove atividades culturais.

Exposições Temporárias em andamento:

Wolfang H. Harnisch Jr.: O labor do campo em destaque imagético.

A Pátina do Tempo

A Guerra de 1893

Matéria Dispersa

Aurélio Viríssimo de Bittencourt – A trajetória de um Afrogaúcho

Vídeo: Acesse aqui.

Tipologia: Histórico

Entrada: Gratuita

Possui loja? Sim. Lembranças como postais, canecas temáticas, livros e réplicas de quadros e lenços farroupilhas são vendidos na loja.

Bônus: O Museu possui o pátio dos canhões, uma área extensa e agradável onde os visitantes podem sentar, lanchar etc.

Pátio-do-Museu-Julio-de-Castilhos

Serviço: 

Visitação:
terças a sábados das 10h às 17h.
Visitas guiadas para escolas ou grupos:
de terças a sextas
mediante agendamento
Pesquisa: Mediante agendamento

Onde:
Rua Duque de Caxias nº 1231
Centro Histórico, Porto Alegre, RS.

Contato

Telefone: (51) 3221.3959 ou 3221.5946
E-mail: museu_juliodecastilhos@sedac.rs.gov.br
Facebook: http://www.facebook.com/museujuliodecastilhos
Site: www.museujuliodecastilhos.rs.gov.br

Read Full Post »

A Revista Eletrônica Mouseion do MAHLS – Museu e Arquivo  Histórico La Salle (B4, Qualis Capes) aceita artigos em fluxo contínuo, nas seguintes temáticas: Memória social, cultura e identidade; Gestão cultural; Patrimônio cultural; Museologia e museografia; Gestão de instituições culturais; Educação patrimonial; Turismo cultural; Arquivos Históricos e/ou Centros de Documentação Histórica; Gestão, preservação e restauração de acervos; Bens culturais. A revista também aceita ensaios, notas de pesquisa, entrevistas, documentos, resenhas e resumos expandidos de dissertações e teses.

Acesse o Site e inscreva-se na Revista:

http://www.revistas.unilasalle.edu.br/index.php/Mouseion/index

Read Full Post »